Reviews

Review: Criolo – Espiral de Ilusão

É impossível limitar um artista como Criolo. Desde Ainda é Cedo (2006), o rapper vem impressionando pela sensibilidade única ao tocar em feridas abertas na sociedade. Lirismo, revolta e resistência sempre foram elementos de destaque na sonoridade do compositor paulistano, que nunca teve receio de se embrenhar por caminhos além do hip hop. Em Espiral de Ilusão (2017), seu disco mais recente, Criolo faz uma ode ao Samba e reverencia o ritmo brasileiro com grande propriedade.

O disco não é um ponto fora da curva em sua carreira. Criolo já flertara com o samba em outros momentos como nas faixas “Linha de Frente”, do disco Nó na Orelha (2011) e “Fermento pra Massa”, do disco Convoque se Buda (2014). Abraçando de vez as raízes e bebendo em diversas fontes, o artista se dedica totalmente ao ritmo que, em seus primórdios, representou a resistência e reafirmação da cultura negra.

Como exímio compositor a personalidade de Criolo é marcante no desenrolar disco. As críticas sociais se misturam a narrativas sutis do cotidiano das periferias, fazendo crônicas principalmente a rotina do subúrbio paulistano.

“Lá Vem Você” abre o disco, seguida da doce “Dilúvio de Solidão”, uma clara homenagem a melancolia de Paulinho da Viola. O disco segue com o recado muito bem dado do single “Menino Mimado”, disponibilizado dias antes do lançamento do disco. As nuances entre os estilos do ritmo, conduzem o disco e nos remetem a trajetória de mestres como Clara Nunes, Cartola, Noel Rosa e até mesmo Chico Buarque, Benito Di Paula e Lupicínio Rodrigues.

A produção é do antigo parceiro Daniel Ganjaman, acompanhado por Marcelo Cabral. A presença de instrumentos clássicos do samba como o cavaquinho, a cuíca, o pandeiro e o violão é marcante em todas as faixas. Apesar da criticas presentes em algumas letras, a suavidade é a marca registrada desse trabalho. O samba realça a voz do cantor tornando audível o sentimento narrado pelas letras, feito conquistado pelos grandes mestres já citados.

É cedo para destacar Criolo como um grande nome do gênero. Também não é correto dizer que o artista se reinventou nesse trabalho. O fato é que a dignidade e o respeito com que o artista trata suas raízes e a coerência pessoal na composição das letras reafirmam Criolo como um dos artistas mais importantes da nova geração da MPB.

Espiral de Ilusão é um ótimo disco para todos os momentos, principalmente pra um churrasco com a galera.

 

Criolo – Espiral de Ilusão

Lançamento: 28 de abril de 2017
Gravadora: Oloko Records
Gênero: Samba
Produção: Daniel Ganjaman e Marcelo Cabral

01. Lá Vem Você
02. Dilúvio de Solidão
03. Menino Mimado
04. Nas Águas
05. Filha do Maneco
06. Espiral de Ilusão
07. Calçada
08. Boca Fofa
09. Hora da Decisão
10. Cria de Favela

Comentários