Reviews

Review: New Radicals – Maybe You’ve Been Brainwashed Too

New Radicals foi mais uma daquelas bandas que surgem, deixam claro que vão marcar o cenário musical e acabam desaparecendo quase que instantaneamente. No entanto, os dignos meteoros também são capazes de marcar a cena musical e produzir bons álbuns. Um grande exemplo disso é o único trabalho lançado pela banda norte-americana capitaneada por Gregg Alexander, o único membro fixo no projeto que sofreu algumas alterações entre a gravação e a turnê de divulgação.

Em 1998, chegava às lojas o Maybe You’ve Been Brainwashed Too, um álbum capaz de dividir opiniões entre os amantes da música e os críticos. Bem recebido por muitos por conta de suas diferentes influências, o trabalho também foi carimbado com alguns relatos negativos, principalmente pelas faixas com letras que envolvem drogas e excessivas críticas à sociedade.

Leia mais: Além do Som – A saga de Gregg Alexander, o cara do New Radicals

Com uma parte instrumental marcante, Maybe You’ve Been Brainwashed Too representava o ápice na carreira de Gregg Alexander, graças ao reconhecimento mundial de seu primeiro single, “You Get What You Give”, onde o músico cita Beck, Hanson, Courtney Love e Marilyn Manson dizendo que eles “são todos falsos”. A repercussão em torno da faixa foi tamanha que Gregg chegou a receber uma ligação de Manson, querendo tirar satisfações por causa da letra.

Além de seu primeiro e maior hit, músicas como “Gotta Stay High”, “In Need Of A Miracle”, “I Don’t Wanna Die Anymore” e “Technicolor Lover” chamam a atenção em um álbum que, em sua primeira audição, pode parecer irregular mas acaba ganhando sentido e profundidade à medida em que se ouve o registro mais vezes. Muito disso se deve as construções melódicas presentes nas doze faixas, baseadas em uma mistura de pop, rock e folk com baladas e elementos da música country, capazes de evidenciar todo o repertório e qualidade do artista. Duas décadas após o seu lançamento, é impossível não ouvir “Jehovah Made This Whole Joint For You” e não pensar que ela poderia ter sido um single de sucesso com o seu pop rock empolgante.

No entanto, pouco antes do lançamento de “Someday We’ll Know” como o segundo single de trabalho do álbum, Gregg enviou uma carta aberta dizendo que o projeto chegava ao fim. Naquela altura, o músico não queria todo o pacote que vem junto com a fama, chegando a dizer que as entrevistas e as turnês exaustivas nunca fizeram parte dos seus planos. A faixa chegou a sair como single, foi tocada nas rádios e se tornou outra canção conhecida do New Radicals mas, quando isso aconteceu, o fundador da banda já estava em seu período sabático, que durou alguns anos.

Após chutar o balde e colocar ponto final no projeto, Alexander resolveu continuar no mercado musical como produtor e compositor, sendo responsável por faixas como “The Game of Love”, de Carlos Santana e Michelle Branch; “Murder on the Dancefloor”, da britânica Sophie Ellis Bextor; além de trabalhar na trilha de de Begin Again (Mesmo Se Nada Der Certo no Brasil), filme estrelado por Mark Ruffalo, Keira Knightley e Adam Levine.

Por mais que tenha se dado bem como produtor, o certo é que Gregg ficou marcado pelo New Radicals e pelo seu único álbum de estúdio, que ficará marcado na história da música. Seja por sua qualidade, pelo hit de sucesso mundial, por toda a criatividade de seu líder, pelas críticas à sociedade em suas letras ou somente pela nostalgia dos anos 90, o Maybe You’ve Been Brainwashed Too é um registro interessante daquela década que merecia mais reconhecimento.

New Radicals – Maybe You’ve Been Brainwashed Too

Lançamento: 20 de outubro de 1998
Gravadora: MCA Records
Gênero: Pop/Rock
Produtor: Gregg Alexander

01. Mother We Just Can’t Get Enough
02. You Get What You Give
03. I Hope I Didn’t Just Give Away The Ending
04. I Don’t Wanna Die Anymore
05. Jehovah Made This Whole Joint For You
06. Someday We’ll Know
07. Maybe You’ve Been Brainwashed Too
08. In Need Of A Miracle
09. Gotta Stay High
10. Technicolor Lover
11. Flowers
12. Crying Like A Church On Monday

Comentários