Reviews

Review: Michael Jackson – Off The Wall

Amanhã uma das datas que mais abalaram o mundo da música completa 10 anos. Em 2009, Michael Jackson morreu inesperadamente e deixou uma legião de fãs pelo mundo. Com esta data tão marcante fazendo aniversário, uma outra passa despercebida: Os 40 anos de Off The Wall, primeiro álbum de Michael Jackson sendo dono da sua própria carreira.

Em 1979, Michael estava cansado de trabalhar com os irmãos e falou sobre o novo disco que queria gravar. “Esse eu vou fazer do meu jeito. Eles vão ter de aceitar”. Uma das primeiras decisões tomadas foi sobre a produção do disco: ligou para Quincy Jones, após os dois terem tido um breve contato no ano anterior, durante as gravações do filme The Wiz. O curioso é que Michael ligou apenas para pedir sugestões de produtores, mas Quincy se ofereceu para o cargo.

Michael e Quincy se deram bem logo de cara e foi aí que surgiu uma das maiores e mais bem sucedidas duplas que a música já viu. Michael adorou o fato de alguém levar as suas ideias a sério pela primeira vez, já que antes sempre tinha seu som moldado para ser como a família e produtores queriam. Por outro lado Jones ficou completamente impressionado com a maturidade do cantor de apenas 20 anos.

“Ele realmente faz a lição… Ensaia e trabalha bastante em casa. A maioria dos cantores quer fazer tudo no estúdio – compor letra e a melodia, elaborar as harmonias, experimentar várias abordagens para a música. Isso me deixa doido. A única coisa que eu enxergo é a coisa aumentando. O tempo de estúdio de gravação é caro e é por isso que alguém como Michael é o ideal para qualquer produtor. Conseguíamos fazer anta coisa em cada sessão de gravação que fico espantado. Na minha opinião, Michael será o astro dos anos 80 e 90”, falou Quincy na época.

As músicas, assim como a banda, foram selecionadas a dedo. Versões de “Grilfriend”, de Paul McCartney e “I Can’t Help It”, de Stevie Wonder, foram alguns dos covers escolhidos. “Don’t Stop ‘Til You Get Enough”, “Workin’ Day and Night” e “Get on the Floor” são as três composições de Michael, sendo a última com a ajuda do baixista Louis Johnson. Alguns momentos foram marcantes nas gravações, como em “She’s Out Of My Life”. Segundo Quincy, Michael chorou em todas as vezes que cantou a música.

O resultado foi sensacional, daqueles discos com ótimas músicas do início ao fim, apresentando muitas influências de Disco Music e Soul em sua sonoridade, especialmente pelas linhas de baixo de Louis Johnson. O baixista, que já havia sido produzido por Quincy Jones nos Brothers Johnson, também rouba a cena no álbum e algumas linhas de baixo de faixas como “Get on the Floor”, “Girlfriend” e até na própria “Off The Wall” se tornaram destaques na parte instrumental do disco. Outra curiosidade entre os músicos é a presença do percussionista brasileiro Paulinho da Costa, que também gravou com várias outras lendas da música mundial.

Off The Wall já tinha vendido seis milhões de cópias e Michael havia se tornado o primeiro artista solo a colocar quatro músicas de um mesmo álbum entre as dez mais. No entanto, a recepção ficou aquém da esperada por Michael e ele ficou arrasado por ter recebido “só” um Grammy por Off The Wall. “Chorei muito. Minha família pensou que eu fosse ficar louco porque eu não parava de chorar”, comentou na ocasião.

Com a decepção de Michael, algumas pessoas achavam que ele deveria voltar a gravar com os irmãos. Houve até quem dissesse que ele não precisava de mais sucesso do havia conquistado até então. Ainda assim Michael queria provar que podia mais e certo dia falou: “Vocês vão ver. No próximos disco que eu fizer, vou mostrar uma coisa pra eles”.

E Michael mostrou… já que o álbum seguinte foi Thriller.

Michael Jackson – Off The Wall

Lançamento: 10 de agosto de 1979
Gravadora: EPIC/CBS
Gênero: Disco/Pop/Funk/R&B
Produção: Quincy Jones e Michael Jackson

Faixas:
01. Don’t Stop ‘Til You Get Enough
02. Rock with You
03. Working Day and Night
04. Get on the Floor
05. Off the Wall
06. Girlfriend
07. She’s Out of My Life
08. I Can’t Help It
09. It’s the Falling in Love
10. Burn This Disco Out

Comentários