Reviews

Review: Cigarettes After Sex – Cigarettes After Sex

Costumo classificar algumas bandas como “Da série que o YouTube me apresenta”, já que tenho a mania de escolher uma música qualquer e deixar a plataforma me sugerir várias outras.

Foi dessa forma que conheci o som do Cigarettes After Sex, graças a primeira música que ouvi – “Affection” – e que me conquistou logo de cara.

Resolvi pesquisar mais a fundo e, como coincidência, descobri que o Cigarrettes ganhou sua fama no YouTube. A banda liderada por Greg Gonzalez foi formada em 2008 e os músicos lançaram o primeiro EP em 2012, intitulado I, com quatro faixas. Uma delas foi a responsável por revelar o grupo como um fenômeno do YouTube, já que “Nothing’s Gonna Hurt You Baby” viralizou e ganhou milhões de views.

Quando li o nome da banda pela primeira vez, logo pensei em músicas com bastante sensualidade – culpa do nome do grupo, mas caí em contradição no primeiro verso: as letras são bem melancólicas e dizem muito sobre sentimentos reprimidos, o que se torna único e especial na voz Gonzalez. Às vezes é tão sensível, que parece uma mulher cantando. Em outros momentos, soa como uma voz com rouquidão.

O Cigarettes After Sex define o seu som como uma mistura de slow pop e rock alternativo, pode-se dizer um pop viciante e sublime ao mesmo tempo. Além de Greg Gonzalez nos vocais e guitarra, completam o grupo Phillip Tubbs (teclados), Randy Miller (baixo) e Jake Tomsky (bateria).

Em junho, o quarteto lançou o seu primeiro álbum completo, intitulado Cigarettes After Sex, com 10 canções. Musicalmente, o disco traz faixas lentas, com guitarras alongadas e uma bateria tímida, um vocal sussurrado em meio a essa ambientação, causando uma identificação de sossego e uma pegada íntima, uma confissão relaxante de “nicotina após sexo”, assim como propõe o nome da banda.

Greg Gonzalez declarou que gosta que as pessoas comentem sobre o efeito terapêutico de suas músicas que, segundo ele, podem ajudar contra ansiedade e até problemas com sono. Por trás de toda essa estética, as letras do disco levam a pequenas catarses de sinceridade a cada faixa, com um valor muito mais curativo do que uma sonoridade acalmadora. Um dos destaques é o single que apresenta o álbum, “K”, graças à sua letra tocante e melodia que se encaixa perfeitamente. Já “Each Time You Fall in Love” fala sobre aquela dúvida e os anseios de se apaixonar.

A alegria de amar e a dor de perder o seu amor. É assim que se desdobra cada verso das letras do disco, algo que fica nítido nas faixas “Apocalypse”, “Sunsetz” e “Sweet”. É impressionante a leveza que a banda consegue expressar em letras tão fortes.

O Cigarettes After Sex me lembra muitas coisas, algumas bandas e muitos sentimentos com aquela dose de nostalgia. Ainda assim, demonstra uma naturalidade e identidade única que faz a gente querer ouvir mais de tudo isso. O disco é um daqueles poucos trabalhos que você ouve do início ao fim, uma obra para ser degustada em pequenas doses.

Cigarettes After Sex – Cigarettes After Sex

Lançamento: 9 de junho de 2017
Gravadora: Partisan Records
Gênero: indie / slow pop
Produção: Greg Gonzalez

Faixas:
1 – K
2 – Each Time You Fall In Love
3 – Sunsetz
4 – Apocalypse
5 – Flash
6 – Sweet
7 – Opera House
8 – Truly
9 – John Wayne
10 – Young & Dumb