Reviews

Review: JPEGMAFIA – All My Heroes Are Cornballs

É impossível não se impressionar com Barrington DeVaughn Hendricks. O rapper e produtor conhecido como JPEGMAFIA é com toda a certeza um dos artistas mais inovadores e experimentais do hip-hop atual. Sua sonoridade que é quase impossível de se rotular ganhou destaque com seu disco lançado no ano passado, Veteran. Agora, Peggy (como também é chamado) lançou recentemente o seu terceiro LP, All My Heroes Are Cornballs.

O novo disco é intenso como o seu antecessor. Sendo completamente produzido por Peggy, All My Heroes Are Cornballs é um relato bastante pessoal do rapper em relação ao recente sucesso alcançado. JPEGMAFIA trabalhou duro para o lançamento, chegando a criar 93 músicas para o álbum, o que prova que o artista tinha muito a dizer e mostrar.

Peggy apostou em diversas sonoridades, remetendo a MF DOOM e também outros artistas ligados ao industrial hip hop. Entretanto, a forma como o rapper utiliza os samples e os beats de forma bastante abstrata faz do álbum algo específico e intrigante; o flerte com um ambiente sonoro amplo aparece logo de cara com a faixa de abertura, “Jesus Forgive Me, I Am a Thot”, com presença forte do piano e instrumentais com padrões mais definidos, sem a loucura que JPEGMAFIA adora instaurar. Ela externa também excelente qualidade vocal do rapper, em meio aos versos que soam quase como um lamento (“I can’t feel my face, oh God”).

As transições entre as faixas funcionam muito bem; “Kenan vs. Kel”, por exemplo, dá continuidade a uma certa melancolia da música anterior. Além disso, ela exibe o que JPEGMAFIA faz de melhor: o uso certeiro de samples e sintetizadores, se tornando uma experiência catártica ao ouvinte. “PTSD”, outra que faz parte da lista de melhores do disco, também segue essa linha, com uma crescente raiva materializada em forma de melodia.

All My Heroes Are Cornballs manifesta também a melhora da habilidade em rimar de Peggy. Mais do que isso, em meio a esse caos, o rapper consegue passar mensagens importantes e intimistas. “Rap Grow Old & Die / No Child Left Behind” fala sobre a dificuldade do artista em lidar com os haters, referindo-se a eles como “inimigos”. “Free the Frail” transparece as suas inseguranças em relação ao fato de ser uma pessoa exposta (“Don’t rely on the strength of my image”).

“PRONE!” é o maior destaque do disco, sendo possivelmente uma das melhores músicas já feitas por JPEGMAFIA. Ela puxa um pouco do rock sem usar nenhum instrumento, criada apenas digitalmente, mostrando não apenas a evolução do rapper, mas a evolução do hip-hop de um modo geral. O próprio Peggy, em entrevista, deu a entender que a sua intenção com a faixa era transmitir esse passo a frente em que o rap se encontra nos tempos atuais, ditando tendências. “PRONE!” definitivamente é uma prova disso.

O único ponto negativo em relação ao álbum é a sua quantidade de faixas e o tempo que passa a sensação de ser extenso; por possuir tantas camadas sonoras e tanta densidade, a experiência do ouvinte pode acabar sendo até certo modo cansativa. Nesse sentido, as quatro últimas canções destoam um pouco.

“You think you know me” é a assinatura que Peggy utiliza nas suas produções. E não por acaso, essa frase ganha cada vez mais sentido: é impossível esperar alguma coisa de JPEGMAFIA, e All My Heroes Are Cornballs evidencia isso; as novas sensações que o LP passa a cada ouvida é a coisa mais interessante em relação a arte que o rapper entrega. Você nunca o conhece de fato. Ele disse que o álbum foi feito para desapontar; nesse caso, podemos falar que o desapontamento em questão é não existir mais artistas como Peggy.

JPEGMAFIA – All My Heroes Are Cornballs

Lançamento: 13 de Setembro de 2019
Gravadora: EQT
Gênero: Rap, Industrial hip-hop
Produção: JPEGMAFIA, Vegyn

Faixas:
01. Jesus Forgive Me, I Am a Thot
02. Kenan vs. Kel
03. Beta Male Strategies
04. JPEGMAFIA TYPE BEAT
05. Grimy Waifu
06. PTSD
07. Rap Grow Old & Die / No Child Left Behind
08. All My Heroes Are Cornballs
09. BBW
10. PRONE!
11. Lifes Hard, Here’s A Song About Sorrel
12. Thot Tactics
13. Free the Frail
14. Post Verified Freestyle
15. BasicBitchTearGas
16. DOTS FREESTYLE REMIX
17. BUTTERMILK JESUS TYPE BEAT
18. Papi I Missed U

Comentários