TV Audiograma

Pense lança clipe defendendo a diversidade

A banda mineira de hardcore Pense, que vem se consagrando como um dos maiores grupos brasileiros de rock alternativo dentro deste gênero, lançou hoje um clipe novo para a canção “Eu não posso mais”. O vídeo tem fotografia e estética impecáveis e, seguindo a mensagem da letra da música, é uma ode à diversidade e à liberdade de expressão, em defesa de ser quem se é sem medo, sem se reprimir e sem ser reprimido.

É simples, mas muito bem produzido e muito bonito. Me lembrou algumas campanhas publicitárias, como os comerciais da Dove sobre autoestima, aceitação e beleza sem padrões inatingíveis – tanto pelo visual quanto pela mensagem. E isso é um elogio.

O vídeo mostra todo tipo de gente, de todas as cores, tamanhos, idades e estilos, e abre com uma mensagem forte, narrada antes de a música começar.

É assim, a gente aceita quem não nos aceita. Ouve tanta opinião que começa a duvidar do que tem certeza. Escutar todo mundo, deixar de se escutar, não dá. Renunciar o próprio caminho, não dá. Agora, deixar de ser quem é só para não incomodar não resolve nada. Só agrava o problema.

“Eu não posso mais” é uma das faixas do último disco do Pense, Realidade, Vida e Fé, lançado no ano passado. Em 2019, eles já vão completar 12 anos de carreira (!) e seguem trabalhando o álbum, sendo que essa canção não foi escolhida à toa. Segundo a banda, essa foi uma das músicas mais ouvidas do álbum e faz muito sucesso nos shows, sendo cantada à plenos pulmões pelos fãs. As letras do Pense, sempre em português, têm uma pegada forte de reflexão e crítica social, mas sempre com mensagens positivas de perseverança e esperança. Neste lançamento, o grupo escreveu na sua página do Facebook:

“Quanto vale o nosso bem estar? Quantos motivos temos para agradecer e seguirmos vivos? Esse lado da balança é muito mais valioso, não é?  Quanto temos lutado pelo que realmente acreditamos e somos? Deixar de ser quem você é não pode ser uma opção! Não dá mais para ser refém de costumes arcaicos e ultrapassados da sociedade. Todos merecemos a felicidade. Demoramos muito para desmistificar isso e não vai ser agora que vamos abaixar a cabeça.”

E você? O que achou do clipe?

Siga o Pense:
Spotify
Instagram
Facebook