Home / Resenhas / Playlist / Alicia Keys – As I Am

Alicia Keys – As I Am

Alicia Keys é uma das grandes cantoras estadunidense da atualidade. Em As I Am a cantora, compositora e pianista reforça o estilo R&B e Neo-soul, já presente em seus primeiros álbuns. O álbum foi lançado em novembro de 2007, depois dele ela já lançou The Element of Freedom (2009) e está em estúdio para mais um que deve chegar até o primeiro semestre de 2013. As I Am é um dos mais importantes álbuns da carreira de Keys, uma vez que, foi dele que saiu seu single de maior sucesso mundial, “No One”.

A introdução do álbum, “As I Am”, é uma canção rápida tocada por Keys no piano no começo, e depois introduzindo novos elementos à canção, e com aplausos no final, dando a impressão de um álbum ao vivo. A faixa seguinte, “Go Ahead”, tem uma temática que aparecerá em diversas faixas do projeto, a dor de um amor – nesta faixa, um amor mentiroso. No entanto, o projeto também tem faixas alegres e divertidas. “Superwoman” poderia ter sido escrita por alguma feminista, e o que Alicia Keys, Steve Mostyn e Linda Perry dizem na canção é que a mulher tem uma força interior e comenta as necessidades da mulher moderna, que trabalha, cuida da casa, além de cuidar de si. “No One” mostra Keys segura, com domínio vocal, e com ganchos penetrantes. A canção mostrou ser um sucesso atingindo o Top 10 de 25 paradas musicais ao redor do mundo, além de dez certificações em países diferentes. O primeiro single de As I Am entrou em 6ª Lugar na Billboard Hot 100 (Estados Unidos) da Década.

Escute, se você é uma daquelas pessoas que não podem ouvir algumas canções que já se emocionam (e gostam disso), então, você deverá ter esse álbum sempre perto. “Like You’ll Never See Me Again” é uma das canções mais belas do álbum, mas, também é uma das mais dramáticas. Ela pede para que seu amado que ele a beije, a abrace e a ame como se fosse a última vez (afinal, nós não sabemos o dia de amanhã). Você provavelmente já deve ter escutado, ou até mesmo dito, que é necessário “quebrar a cara” para aprender a lição, certo? “Lesson Learned”, que conta com a participação de John Mayer, é o relato de um amor que não deu certo, mas, que Keys garante ter aprendendido a lição.

Em seguida, temos uma das minhas canções preferidas do álbum, “Wreckless Love”. As batidas, a letra e os gritos desesperados de Alicia Keys chamam atenção na faixa que retrata a necessidade de um amor avassalador, “I need that love” – diz. “The Thing About Love” é triste e mostra a realidade de muitos relacionamentos amorosos. Uma canção com melodias depressivas capaz de fazer você chorar muito, se estiver com o coração partido. Porém, na segunda parte da canção, Keys canta com mais intensidade e com vontade de abandonar a depressão, dizendo que “está na hora/De brilhar”. Um romance adolescente acontece na 9 faixa do álbum, onde Keys dá o primeiro beijo. A faixa apresenta uma familiaridade que você poderá julgar já ter escutado algo assim há anos e, minutos depois, pensar melhor e ver que essa impressão se dá ao fato de Alicia Keys mostrar nessa canção forte influência de artistas como os Jackson 5 e The Supremes. A declaração de amor “I Need You” é gostosa de ouvir e cantar, batida forte, letra fácil e com o “efeito chiclete”. Canções assim também estão presentes no álbum seguinte a As I Am. Mas, espere ai, é um bandeiro que eu escuto no final dessa faixa?

“Where Do We Go from Here”, minha preferida. Ela possui um efeito de um rádio velho tocando no começo e o desespero presente em “Wreckless Love” volta, com uma canção que fala do término de um relacionamento, e Keys pergunta: “para onde nós vamos daqui?”, pedindo quase de joelhos para que seu amante não a abandone daquela maneira, enquanto ela se afunda nas lágrimas. De certo, em situações assim, não há muito que fazer realmente, apenas “seguir as trilhas das (minhas) lágrimas”. “Prelude To a Kiss” é uma faixa desnecessária, e bem curta (graças!). É nessa faixa que Keys escorrega na casca da banana e mostra seu lado exagerado (e o tanto quanto brega), onde ela expõe sua fraqueza lírica e musical, tendo no piano uma muleta, que nesta faixa não funcionou. Mas, fico feliz em ver que ela ainda tem algo para contar em “Tell You Something (Nana’s Reprise)”, em uma baladinha tranquila, sem exageros (quanto a letra, melodia e gritos). Ela convida o ouvinte para imaginar o amanhã, um lugar onde não existe a tristeza e a dor (relatada em boa parte das faixas anteriores). Depois de ter se apaixonado, sofrido, se humilhado, errado e aprendido a lição, Alicia Keys faz um balanço e vê que “Sure Looks Good to Me”. Boa canção, com alguns exageros, mas, nada demais. Isso tudo é superado no álbum seguinte e siga um ensinamento de Alicia: “A vida é muito curta para desperdiçar um dia”.

As I Am é um importante trabalho para a carreira de Alicia Keys. Para mim, é a base de um novo tempo que passa a ser consolidado em sua carreira. Neste álbum ela mostra sua inteligência e talento natural.

Alicia Keys – As I Am

Lançamento: 12 de dezembro de 2008
Gravadora: Sony BMG
Gênero: R&B
Produção: Alicia Keys, Kerry Brothers, Jr., Linda Perry, Mark Batson, John Mayer e Jack Splash

Faixas
01. As I Am
02. Go Ahead
03. Superwoman
04. No One
05. Like You’ll Never See Me Again
06. Lesson Learned
07. Wreckless Love
08. The Thing About Love
09. Teenage Love Affair
10. I Need You
11. Where Do We Go from Here
12. Prelude to a Kiss
13. Tell You Something (Nana’s Reprise)
14. Sure Looks Good to Me

Sobre Audiograma

Perfil do Audiograma. Aqui estão posts de convidados ou de antigos colaboradores do site.
Voltar ao topo